Crianças e Tecnologia: um perfil de uso das mídias e ambiente virtual

Autores

Palavras-chave:

Infância, Internet, Tecnologia, Mídia

Resumo

Na contemporaneidade, as tecnologias da comunicação e informação (TIC) tem tomada muito espaço e interferido em valores, comportamentos e interação entre os indivíduos. A utilização do ambiente virtual e do consumo de mídias é algo que vem ocorrendo desde muito cedo entre as gerações atuais, podendo estar relacionado com o fato de já nascerem inseridas em um mundo tecnológico e digital. Esta situação desperta questionamentos em relação à exposição em excesso no ambiente virtual, e a perda da privacidade e segurança digital, o que tem levado à criação de legislações que objetivam a proteção de dados e identidade que circulam na rede de computadores. Nesta perspectiva o trabalho realizado teve o objetivo de investigar o que as crianças estão acessando na rede de computadores, acesso a materiais de conteúdo adulto, e como ocorre (e se ocorre) a mediação da família. Entender o perfil de acesso às TIC das crianças entrevistadas e de seus cuidadores é necessário para que se possa saber como mediar a relação dos indivíduos mais novos com um mundo digital e virtual que permeia nossas relações, trabalho e lazer. O trabalho foi realizado com 66 crianças do sexto ano do ensino fundamental e com seus cuidadores, em que foram aplicados questionários sobre a utilização de mídias e critérios socioeconômicos. A análise dos dados possibilitou observar que os aparelhos de telefonia móvel são os principais meios utilizados pelas crianças para acessar a internet, e esse acesso se dá prioritariamente em ambiente doméstico. Foi notado também que as estudantes do sexo feminino passam mais tempo em redes sociais em relação aos meninos, que em contrapartida dispensam maior tempo com jogos. Sobre a mediação, é necessário que os cuidadores conversem e proponham uma discussão crítica com as crianças, sobre segurança de dados, exposição e conteúdos acessados para fomentar o desenvolvimento da capacidade crítica e capacidade de lidar com o que é exposto na rede.

Biografia do Autor

Raul Aragão Martins, Universidade Estadual Paulista - UNESP, campus de São José do Rio Preto

Raul Aragão Martins – raul.martins@unesp.br

Psicólogo formado pela UNISAL, campus de Lorena (1977), Mestre (1986) e Doutor (1991) em Psicologia, pela Fundação Getúlio Vargas - RJ. Pós-Doutorado em Drogadependência pela “The University of Washington” (Seattle, USA). Atualmente é professor associado do Departamento de Educação do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista - UNESP e credenciado como professor e orientador no Programa de Pós-Graduação em Educação, da mesma universidade, campus de Marília.

http://lattes.cnpq.br/8498347239701559; ORCID: 0000-0001-6495-731X

Ayvin Tatiele Souza e Souza, Universidade Estadual Paulista - UNESP, campus de São José do Rio Preto

Mestre em Ensino e Processos Formativos (2020), na linha de pesquisa “Infância e Adolescência” pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP) – campus de São José do Rio Preto, orientada pelo Professor Dr. Raul Aragão Martins, com pesquisa direcionada para o uso de tecnologia por crianças. Licenciada em Ciências Biológicas e Bacharel em Ciências Biológicas com ênfase em Biologia Animal, também pela UNESP. Atuo como professora e monitora em escola privada. Lattes: http://lattes.cnpq.br/2209507028395864; ORCID: 0000-0001-5268-000X.

Downloads

Publicado

2022-01-02

Edição

Seção

Artigos