O contexto pedagógico por meio da metodologia de projetos na educação física escolar

Autores

Palavras-chave:

Metodologia de Projetos, Contexto Pedagógico, Educação Física, Educação Básica

Resumo

A Educação física escolar pode ser entendida para além das atividades corporais e de movimento. Pode tornar-se um espaço de formação humana integral, onde a escolha por metodologias ativas são fundamentais para o envolvimento e mobilização cognitiva dos estudantes.  O presente estudo teve como objetivo geral compreender o contexto pedagógico para implementação da metodologia de projetos na Educação Física Escolar. Como objetivos específicos: a) Evidenciar as potencialidades da metodologia de projetos para o ensino da Educação Física Escolar; b) Identificar indícios favoráveis à implementação de metodologia de projetos para o ensino da Educação Física Escolar evidenciadas nos PPPs de uma escola de 2019 a 2021; c) Descrever a importância da implementação de metodologia de projetos para o ensino da Educação Física Escolar respeitando o contexto pedagógico da escola. Utilizou-se como abordagem metodológica para alcançar os objetivos propostos, pesquisa bibliográfica sobre Educação Física Escolar; Contexto Pedagógico; Metodologia de Projetos; documentos oficiais que fundamentam  o ensino aprendizagem na Rede Pública Estadual de SC. Incluímos também pesquisa documental junto aos PPPs de 2019 a 2021 de uma Escola Pública Estadual da Região da AMURES em SC, com elaboração de um quadro de identificação e análise de indícios da metodologia de projetos no PPP escolar. Como resultados da pesquisa, destaca-se que foram encontrados indícios favoráveis à implementação de metodologias de projetos em todas as versões dos PPPs consultados. Tendo como referência os PPPs consultados, conclui-se que é possível implementar Metodologia de Projetos na Educação Física Escolar, o desafio que se impõe, é que a Metodologia de Projetos envolve a interdisciplinaridade, portanto, necessita de diálogo com toda comunidade escolar pela necessidade de um trabalho integrado, organização de espaços pedagógicos, materiais, trabalho participativo dos professores e recursos tecnológicos necessários neste processo de intervenção. As metodologias ativas, no caso, metodologia de projetos é uma estratégia de ensino inovadora que poderá mobilizar toda a unidade escolar possibilitando novos significados ao contexto pedagógico.

Biografia do Autor

Teresinha Chaves de Souza da Silva, Universidade do Planalto Catarinense

Possui graduação em Educação Física pela Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde de Lages (2007) com especialização "Lato Sensu" em Prática Escolar Numa Visão Psicopedagógica das Faculdades Integradas-FACVEST, Lages (2007); "Lato Sensu" em Educação Física, Jogos, Recreação e Abordagens Interdisciplinares pela Faculdade Estadual de Educação, Ciências e Letras de Paranavaí, Paraná (2009). Atualmente é professora da Rede de Ensino Público do Estado de Santa Catarina/Brasil. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física escolar.

Lucia Ceccato de Lima, Universidade do Planalto Catarinense

Pós - doutora em Educação Ambiental e Sustentabilidade pela Universidade Autonoma de Madrid - Espanha (UAM - 2017). Doutora em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC - 2007). Mestre em Educação/Educação e Ciência pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC - 1999). Especialista em Metodologia da Pesquisa pela Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC - 1996). Especialista em Educação pela Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC - 1993). Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC - 1984). Professora no ensino superior a partir de 1989. Desde 2010 é professora e pesquisadora dos mestrados da UNIPLAC: Mestrado em Educação ? PPGE e Mestrado em Ambiente e Saúde ? PPGAS, integrando as linhas de pesquisa: Educação, Processos-socioculturais e Sustentabilidade (PPGE) e Condições da Vida e Manejo Ambiental (PPGAS), respectivamente. É líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ambiente, Educação e Saúde - GEPES AMBIENS. Discute temas interdisciplinares: Educação Ambiental e Ambientalização das Instituições; Epistemologia e Formação Humana; Educação Básica e Superior; Ciências Ambientais; Ambiente, Saúde e Sustentabilidade em áreas de afloramento do Sistema Aquífero Guarani/ Serra Geral. Experiência na Educação Básica - SEC/SC (1984 - 2017). Participa de redes nacionais e internacionais de Pesquisa em Educação Ambiental e Sustentabilidade.

Madalena Pereira da Silva, Uniersidade do Planalto Catarinense

Doutora em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004). Bacharel em Informática pela Universidade do Planalto Catarinense (2002). Licenciada em Ciências de 1o Grau pela Universidade do Planalto Catarinense (1999). Professora na Universidade do Planalto Catarinense no Programa de Mestrado Acadêmico em Educação, nos cursos de Pedagogia, Sistemas de Informação e Engenharias. Professora do Programa de Mestrado Profissional em Educação Básica e do Curso de Pedagogia em EaD na Universidade do Alto Vale do Rio do Peixe. Coordenadora do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID - edição 2020, em acordo de cooperação técnica com a CAPES e UNIPLAC. Autora do Projeto de Pós Graduação Lato Sensu em Inovação em Educação em cooperação com UNIEDU e UNIPLAC. Avaliadora de credenciamento de IES no Basis do MEC/INEP. Coordenadora da Comissão Própria de Avaliação - CPA e do grupo de pesquisa em Sistemas, Tecnologias e Educação - EDUTECS. Tem interesse em pesquisas nos seguintes temas: Tecnologias educacionais, inclusivas e de aprendizagem; Pensamento Computacional e Currículo; Sistemas de avaliação; Paradigmas emergentes na Educação; Cidades inteligentes sustentáveis.

Downloads

Publicado

2022-01-02

Edição

Seção

Artigos