Visibilidades e dizibilidades sertanejas: a representação de sujeitos plurais na mídia em diálogo com a literatura

Autores

Palavras-chave:

Sertanejo, Nordeste, Jornalismo, Literatura, Formação imaginária

Resumo

Este artigo investiga, por meio da Análise de Discurso de linha francesa, formações imaginárias e discursivas em produtos jornalísticos e literários aqui compilados. A problemática central explorada reside no entendimento de que a mídia possui papel ativo, embora não exclusivo, na criação do “discurso da seca”, sendo uma das responsáveis por encerrar o nordestino (no restritivo singular) em um conjunto de falas e imagens já conhecidas. Também a literatura é importante agente deste processo. Embora o paradigma da objetividade ainda seja aludido pela imprensa, com recorrente argumento de que tal fazer é completamente distinto do fazer ficcional, os profissionais não deixam de operar construções. O, por isso, instigante diálogo entre mídia e literatura é o ponto de partida para a constituição do corpus de pesquisa. Personagens de Raquel de Queiroz, Ariano Suassuna e Euclides da Cunha são os guias na busca por homens e mulheres reais que discursivamente ora se aproximam ora se distanciam do retirante Chico Bento, do amarelo astuto João Grilo e do “forte”, porém “desgracioso, desengonçado e torto” (nas palavras de Euclides) morador do sertão. Conclui-se neste breve estudo que, apesar do encarceramento muitas vezes promovido, o jornalismo é capaz de fomentar novas visibilidades e dizibilidades (ALBUQUERQUE JR., 1994) de sujeitos plurais.   

Biografia do Autor

Luiza Gould , Universidade Federal Fluminense

Mestre em Mídia e Cotidiano pela Universidade Federal Fluminense (2020). Pesquisadora vinculada ao grupo 'Mídias, redes e jovens: usos e apropriações em contextos digitais' e ao Laboratório de Pesquisas Aplicadas (LaPA), ambos do PPGMC/UFF. Graduada em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal Fluminense (2015). Possui como temas de interesse a reportagem, a constituição de narrativas, a memória, a mídia impressa e online, o jornalismo literário.

Downloads

Publicado

2022-01-02

Edição

Seção

Artigos