Discurso e poder

educação, linguagens, livros e bibliotecas

Autores

Palavras-chave:

Discurso., Poder., Escola., Linguagens., Livros.

Resumo

Este artigo tem o objetivo de investigar o discurso como forma de legitimar e sustentar o poder (VIANA, 2009). Para isso, consideramos a importância da escola como espaço que deve contribuir para a compreensão e uso das várias formas de linguagens, oferecendo aos indivíduos condições de interpretação, análise e produção crítica de textos e de discursos (FREIRE, 1989; ANTUNES, 2005). Para compreender a estruturação dos discursos, apontamos alguns aspectos da linguagem e sua constituição (DACANAL, 1987). Visando contextualizar formas de uso dos discursos para manutenção de ideologias e, consequentemente, de poder, citamos e analisamos três fatos: o ocorrido no sistema nazista, a emissão do memorando-circular 4/2020 pelo governo de Rondônia e a tentativa de recolhimento de obra na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, de 2019. A metodologia utilizada consiste na análise bibliográfica (FACHIN, 2014) e na análise documental (CHIZZOTTI, 2017) de notícias veiculadas em plataformas digitais. Os estudos realizados nesta elaboração levam-nos a concluir que a capacidade de leitura crítica, de compreensão e de produção textual possibilita aos indivíduos condições de identificação e desconstrução de discursos e de sistemas dominantes.

Biografia do Autor

Viviane Paula Salini Mirandola, Instituto Federal Catarinense (IFC)

Mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense (IFC), Campus Camboriú (PPGE-IFC) e bolsista do Programa UNIEDU/FUMDES Pós-Graduação. Licenciada em Pedagogia, especialista em Educação Infantil e Séries Iniciais. Atua desde 2015 como auxiliar de biblioteca no IFC, atualmente lotada no campus Araquari.

Chris Royes Schardosim, Instituto Federal Catarinense (IFC)

Professora de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico no Instituto Federal Catarinense Campus Ibirama, na região do Vale do Itajaí, em Santa Catarina. Doutora em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina desde 2015. Atua desde 2013 como professora de Língua Espanhola nos Cursos Técnicos em Administração, Informática e Vestuário integrados ao Ensino Médio. Atou como docente de Metodologia de pesquisa no Tecnólogo em Design de Moda e na Especialização em Educação. Desde 2019 é também professora de Seminário de Pesquisa e Leitura e produção do texto acadêmico no Mestrado Acadêmico em Educação no IFC Campus Camboriú.

Downloads

Publicado

2022-01-02

Edição

Seção

Artigos