Identificando polissacarídeos vegetais: integrando na prática a Bioquímica e a Botânica no ensino médio

Autores

Palavras-chave:

Amido, Celulose, Bioquímica, Botânica, Aula experimental

Resumo

A Biologia é uma Ciência fascinante, e dentro dela temos as áreas de Bioquímica e Botânica, sendo de grande importância aos currículos básicos de ensino aos alunos. A Bioquímica se preocupa em estudar a química dos seres vivos, já a Botânica é a área da Biologia que estuda os seres vegetais, bem como sua estrutura e função. No ensino médio, essas áreas são dotadas de uma gama muito grande de informações, sendo muito das vezes abstratas e complexas, podendo desmotivar o aluno. Para contornarmos tais desafios e tornar a assimilação dos alunos mais efetiva, o presente trabalho possui como principal objetivo a proposta de uma aula prática utilizando materiais simples e de baixo custo para integrar a Bioquímica e a Botânica na identificação de moléculas de polissacarídeos (carboidratos) de origem vegetal, como público alvo os alunos do ensino médio. Assim, acreditamos que a abordagem dessa aula experimental pelo professor possa contribuir para a motivação dos alunos, facilitando a aprendizagem da temática proposta, além de promover aos discentes a ótica da experimentação científica e formulação de hipóteses.

Biografia do Autor

Tiago Maretti Gonçalves, Universidade Federal de São Carlos, UFSCar - SP

Graduado em Ciências Biológicas, modalidade licenciatura pela Universidade Federal de Alfenas, UNIFAL – MG. É Mestre em Genética e Melhoramento pela Universidade Estadual de Maringá, UEM – PR. É Doutor em Ciências pelo programa de pós-graduação em Genética Evolutiva e Biologia Molecular da Universidade Federal de São Carlos, UFSCar – SP. No doutorado, desenvolveu toda sua linha de pesquisa na EMBRAPA Pecuária Sudeste, São Carlos – SP e na EMBRAPA Gado de Leite em Juiz de Fora – MG.

Downloads

Publicado

2022-01-02

Edição

Seção

Artigos