Thomas Bernhard e José Saramago:

um exercício de leitura comparada pela dialética entre forma literária e processo social

Autores

  • Alexandre Villibor Flory
  • Marisa Corrêa Silva

Palavras-chave:

literatura comparada - literatura e sociedade - Thomas Bernhard - José Saramago.

Resumo

Neste artigo, comparamos romances de autores de sociedades europeias periféricas, mas com histórias e questões distintas, discutindo a dialética entre forma literária e processo social na crise capitalista, sob influência da crítica literária benjaminiana. Em Árvores Abatidas, Thomas Bernhard faz um veemente J'accuse do imobilismo intelectual, artístico e político da Viena dos anos 1980. Em A Caverna, José Saramago realiza a imagem não apenas de um Portugal, mas de um mundo que é progressivamente fagocitado pelo Shopping Center e enfeitiçado pelo simulacro. Ambos expressam a crise enquanto oportunidade de conceber a destruição como abertura para o novo estético e social, em chave antes formal que temática.

Downloads

Publicado

2021-05-31